Da prata do luar se trançam

Da prata do luar se trançam
a filigrana da saudade e a teia do medo
na noite

os homens traduzem a língua dos ruídos
e
a escrita dos pontos luminosos
mas
a dança das sombras deixa quedo
na noite
da prata do luar se trançam
a filigrana da saudade e a teia do medo