Márcio Catunda

  • Nome Completo: Márcio Catunda Ferreira Gomes
  • Tipo de Escritor: Poeta
  • Nasceu em: Fortaleza, Ceará, Brasil
  • Profissao: Escritor e diplomata

É um Letrista. Compositor. Escritor. Poeta. Licenciou-se em Direito pela Universidade Federal do Ceará em 1979. No ano se 1989 formou-se em Letras pela CEUB, em Brasília (DF).

Em 1985, ingressou na carreira diplomática no Instituto Rio Branco de Brasília (DF), aliando poesia e diplomacia, como fizeram outros tantos poetas - João Cabral de Melo Neto, Pablo Neruda. Fruto da sua carreira diplomática, morou em países como Peru (1991 a 1994), Suíça (1994 a 1997), Bulgária (1998 a 2000), República Dominicana (2002 a 2005), Portugal (a partir de 2005).

Durante o ano de 1975, foi presidente do Clube dos Poetas Cearenses no início da década de 1980 residiu no Rio de Janeiro, onde frequentou o círculo de reuniões denominado "Sabadoyle", na companhia de Carlos Drummond de Andrade e outros escritores da época.

Em 1984 ingressou na Associação Nacional de Escritores, em Brasília (DF).

Em 1985 fundou o Grupo Siriará de literatura, em Fortaleza (CE).

Em 1992 fundou o grupo REME, ao lado dos poetas peruanos Eduardo Rada, Regina Flores e Eli Martin, em Lima (Peru).

Entre 1996 e 1997 participou da Associação de Escritores Genebrinos, na Suíça.

Ernesto Flores, num artigo publicado no Diário do Nordeste, Fortaleza, Ceará, Brasil, em 16.05.1999 afirma que "a poesia de Márcio Catunda evoluiu dos temas sociais e de protesto, presentes nos seus primeiros livros, notadamente em "Incendiário de Mitos", de 1980, para a busca do transcendente, dos mistérios do ser e do enigma das coisas sagradas, cuja expressão se verifica marcadamente nos livros "A Quintessência do Enigma", de 1986, "Purificações", de 1987, "O Encantador de Estrelas", 1988 e "Sortilégio Marítimo", 1990. Em seguida, o resultado de suas reflexões sobre o ser e a eternidade se configurou num livro em prosa, "A Essência da Espiritualidade", de 1994."

Em 2009, no lançamento do seu livro "Sintaxe do Tempo" Catunda, confessa: ''Este é um livro de denúncia do declínio civilizacional, que reflecte o mal estar da condição humana'',

Como compositor musicou alguns de seus poemas, gravando-os em discos. O primeiro a ser lançado "Anima Lírica" (1997), com as músicas "Na praia do meu futuro", "O sol", "Supremo Deus", "Ave", "Hino matinal", "No céu da certeza", "Idílio",  "Cantiga",  "Um novo tempo",  "Canção andina",  "O luar do teu olhar" e "Teu sorriso atraente". a que se seguiu uma vasta produção de CDs e Discos, podendo-se saber muito mais no Site do Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira http://dicionariompb.com.br/marcio-catunda/dados-artisticos

 

Pulicações

  • 2016 - Viagens Introspectivas
  • 2015 - Mário Gomes: poeta, santo e bandido
  • 2013 - Terra de demônios
  • 2010 - Emoção atlântica
  • 2005 - Sintaxe do tempo
  • 2001 - Na trilha dos eleitos : volume 2
  • 2000
    • Verbo imaginário
    • Crescente
  • 1999
    • No chão do destino
    • Na trilha dos eleitos : volume 1
  • 1998 - Água lustral
  • 1990
    • A essência da espiritualidade
    • Sermões ao vento
  • 1987 - Purificações
  • 1985 - Incendiário de mitos
  • 1984 - O evangelho da iluminação
  • 1982 - Estórias do destino e a pérfida perfeição
  • 1981 - Navio espacial
  • 1977 - Poemas de hoje

Referências Biográficas

  • Fotografia de Francisco Fontenele em 11 de Agosto de 2008