• Nome Completo: Manuel António dos Santos Lopes
  • Tipo de Escritor: Escritor
  • Nasceu em: 23 de dezembro de 1907, Mindelo, Ilha de S. Vicente, Cabo Verde
  • Faleceu em: 25 de janeiro de 2005, Lisboa, Portugal
  • Profissao: Escritor, ensaísta, pintor

Poeta, contista, romancista e ensaísta, Manuel Lopes é dos poetas mais sonantes da história literária de Cabo Verde. Nasceu no dia 23 de dezembro de 1907 em Mindelo na Ilha de S. Vicente (Cabo Verde) e após concluir a instrução primaria foi para Coimbra (Portugal) para continuar os seus estudos.

Regressou a São Vicente no ano de 1923 e publicou os seus primeiro trabalhos literários no ano de 1927 no Almanaque de Lembranças Luso-Brasileiro. Entre os anos de 1931 até 1933 deu um forte contributo aos jornais locais nomeadamente o jornal Noticias de Cabo Verde e Ressurgimento.

No ano de 1936 integrou em movimento literário de emancipação cultural, social e política da sociedade cabo-verdiana ligado a revista literária e cultural denominada Claridade, do qual faziam parte com Baltasar Lopes da Silva e Jorge Barbosa, integrando por isso a galeria dos fundadores da moderna literatura cabo-verdiana.

Por razões de ordem profissional no ano de 1944 foi viver para a ilha do Faial (Açores, Portugal), onde veio a publicar o seu primeiro livro de poemas. Viveu durante onze anos na ilha do Faial onde organizou duas exposições de pintura com os seus trabalhos e contribuiu com o Núcleo de Cultura da cidade da Horta (Faial).

EM 1955 fixou-se em Carcavelos (Lisboa Portugal), onde deu a conhecer o seu trabalho e notabilizou-se pelas suas obras de ficção, por outro lado, através da poesia deu a conhecer ao público a sua veia poética.

No dia 25 de janeiro de 2005 aos 97 anos de idade faleceu em Lisboa e o seu corpo foi cremado no cemitério do Alto de S. João.

Pulicações

Ficção

  • 1959 - Os Flagelados do Vento Leste
  • 1957 - O Galo Que Cantou na Baía
  • 1956 - Chuva Braba (Publicado em Cubo no ano de 1989)

Poesia

  • 1997 - Falucho Ancorado
  • 1964 - Crioulo e Outros Poemas
  • 1960 - Folha Caída
  • 1949 - Poema de Quem Ficou
  • 1934 -Horas Vagas

Prosa

  • 1973 - As Personagens de Ficção e Seus Modelos
  • 1959 - Reflexões Sobre a Literatura Cabo-Verdiana
  • 1951 - Os Meios Pequenos e a Cultura
  • 1950 - Temas Cabo-verdianos
  • 1932
    • Paul
    • Monografia Descritiva Regional

Referências Biográficas

  • Manuel Lopes (em Infopédia, https://www.infopedia.pt/$manuel-lopes)
  • Manuel Lopes O último "Claridoso" (https://web.archive.org/web/20070220012412/http://www.caboindex.com/claridade/)