• Nome Completo: Jorge Vera Cruz Barbosa
  • Tipo de Escritor: Poeta
  • Nasceu em: 22 de maio de 1902, lha de Santiago, Cabo Verde
  • Faleceu em: 06 de janeiro de 1971, Cova da Piedade, Almada
  • Profissao: Escritor

Viveu a maior parte da sua vida no arquipélago de Cabo Verde. Residiu vários anos na ilha do Sal fazendo parte dos quadros dos serviços aduaneiros, circunstancia que se reflectiu na sua poesia com o desespero de "querer partir e ter de ficar".

Concluiu o ensino primário na cidade da Praia, seguindo para Lisboa onde estudou até ao 3º ano de escolaridade. Regressou para Cabo Verde onde estudou até ao 5º Ano.

No ano de 1935 assumiu o movimento literário de emancipação cultural, social e política da sociedade cabo-verdiana ligado a revista literária e cultural denominada Claridade que surgiu no ano de 1936.

Aos 68 anos o seu estado de saúde agrava-se com problemas coronários, viaja para Portugal com o objectivo de se tratar, mas vem a falecer três meses depois no dia 6 de Janeiro de 1971.

Jorge Barbosa deu um enorme contributo literário nas revistas e jornais da sua época, com especial destaque na Presença, Claridade, Cadernos de Poesia, Diabo, Atlântico, Mundo Português, Aventura, Movimento, Mensagem (CEI), Noticias de Cabo Verde. A Sua mais recente colaboração foi para o Boletim de Cabo Verde, onde durante vários anos publicou poemas, crónicas e vários artigos de São Vicente.

Ao longo da sua vida literária, publicou apenas três livros. No ano de 2002, postumamente, a sua obra poética foi reunida e publicada pela Imprensa Nacional casa da Moeda com mais tês novos livros.

Pulicações

  • 1956 - Caderno de um Ilhéu (Lisboa, Agência Geral do Ultramar)
  • 1941 - Ambiente (Praia, Minerva de Cabo Verde)
  • 1935 - Arquipélago (Sob a égide da Editorial Claridade)

Postumamente - 2002

  • I - Expectativa;
  • II - Romanceiro dos Pescadores;
  • III -  Outros Poemas.

Postumamente

  • IV - Poemas dispersos
  • V - Poemas dispersos