Nudez feminina!

Digas quem tu és?

Mostra-me tuas mãos!?

Retire este véu!?

Olhe em meus olhos!?

 

Na cicatrize encontrarei,

Respostas para perguntas,

Nunca feitas, assim espero,

Mostra-me as marcas!

 

Tire sua roupa!?

Suas sandálias primeiro!?

Agora pode tirar as meias!?

Diga-me por onde andas!?

 

Entre caminhos percorridos,

Sandálias sujas de pisos ruídos,

Vejo apenas marcas de longos caminhos,

Supridos de uma necessidade única.

 

Tire sua calça!?

Mostre-me toda formosura!?

Tire suas roupas intimas!?

Deixe- me ver a pureza!?

 

Na complexidade de uma virgindade,

Fadada a prazeres mundanos,

Cheias de preconceitos martirizados,

Vejo apenas a formosura encantadora.

 

Tire sua blusa!?

Deixe-me ver seu busto!?

Retire o sutiã!?

Permita-me ver seu coração!?

 

No doce frio, da nudez,

Consigo ver sua verdade,

Mensurada naquilo vivido,

No teu coração vejo simplismente,

O doce fardo de ser mulher! 

Conteúdos Populares

Últimas no Espaço Aberto

Poetas em linha

  • Visitantes: 24
  • Membros: 4
    • Tiago Oliveira
    • Ana Costa
    • Helena Costa
    • Mauro Moura
Lusofonia Poética - Portal de poesia lusófona © desde julho de 2007
Regras, Termos & Condições de uso