Negra

Negra


Os teus olhos lindos, profundos e sinceros,

transmitem serenidade e tranquilidade da alma,

bem como a tua face, pureza doce mel,

que outrora as rainhas sucumbiam

sobre o espanto de tanta beleza,

combinam com a elegância

do teu corpo suave e perfeito

que acalenta a alma.

 

O sussurrar baixinho da tua voz,

ecoando cânticos rítmicos,

acorda a essência adormecida de um anjo

que vive deleitando-se na ternura do teu timbre.

 

Os teus lábios perfeitos deliciam

palavras doces de amor, carinho e paixão,

procurando o espelho da alma

e conforto do coração ardente”.

 

Luís Vicente

Conteúdos Populares

Últimas no Espaço Aberto

Poetas em linha

  • Visitantes: 52
  • Membros: 20
    • José Barros
    • Antóni Silva
    • Joana Oliveira
    • Joaquim Andrade
    • Maria José
    • Tiago Oliveira
    • Paulo Silva
    • Ana Costa
    • Andeira Moreira
    • Maria das Neves
    • Elsa Simões
    • Helena Costa
    • Diana Santos
    • Mário Atónio
    • Telma Oliveira
    • Ricardo Carvalho
    • Mauro Moura
    • Sónia Silva
    • Leandro Correia
    • Sofia Pereira
Lusofonia Poética - Portal de poesia lusófona © desde julho de 2007
Regras, Termos & Condições de uso