Brumas de um eterno mar

Toque meu coração

Toque minha alma

Deixe arder tua pele

Sob a acidez

De minhas lágrimas

Tudo além

Não passa de mentiras

Ilusões infundadas

Loucuras criadas

Para nos aprisionar

Você precisa somente

Sentir-me a fundo

Tocar meu mundo

Com um olhar

Incomum

De alguém incomum

Tocar-me a alma

Quebrar a calma

Dessa monotonia

Vulgar

Você só precisa saber

O caminho das águas

Que levam as mágoas

Ao infindo mar

Conteúdos Populares

Últimas no Espaço Aberto

Poetas em linha

  • Visitantes: 24
  • Membros: 0
Lusofonia Poética - Portal de poesia lusófona © desde julho de 2007
Regras, Termos & Condições de uso