Poemas e poesia de Amor

Vinho sem sabor

Quem me dera poder ser o que tu queres, Quem me dera poder te dar o que queres ter Poder ir a Marte sem eu querer, Poder dizer que és minha até morrer Poder dizer que me dou...
Publicado em 01.03.2017, por Vasco Santos

Negra

Negra Os teus olhos lindos, profundos e sinceros, transmitem serenidade e tranquilidade da alma, bem como a tua face, pureza doce mel, que outrora as rainhas sucumbiam sobre o espanto de...
Publicado em 22.02.2017, por Luís Alberto Rocha Barbosa Vicente

Amor das horas - fado

Meu amor das horas vãs Acorda não tenhas medo Vem dar cor ao meu segredo Como a aurora às manhãs. Vem dormir no meu regaço Vem dar luz ao meu olhar ...
Publicado em 31.01.2017, por Ricardo Maria Louro

Adeus

Adeus
Publicado em 07.01.2017, por José Silveirinha

Boca da Noite

Em tudo há amor e poesia, mesmo nos caminhos que se desencontram, mais que se apaixonam quando os seus olhos se cruzam nas estradas paralelas do destino. A todo amante cabe a missão de realizar o...
Publicado em 05.01.2017, por Rosa Maria Maia

Cola em mim

que não me enganam os vícios do amor sequer os tenho amor não é ópio nem olho por olho é arrepio e nem me eriçam as promessas de amor ...
Publicado em 04.12.2016, por ANTONIO SERGIO NÉSPOLI

Horas dissimuladas

Já deixei de contar cada hora anónima alimentando o rigor astuto do tempo Já pincelei este calendário com dias repletos de eternidade perdida no fiel retrato da vida deixada no...
Publicado em 30.11.2016, por Frederico Fernandes

A FORÇA DO AMOR

Porque subitamente o coração dispara? Porque de repente a noite não é clara e demora a partir? Porque os nervos tinem e estalam? O que é esta febre a nos consumir? ...
Publicado em 20.11.2016, por Célio Govedice

Uma flor ao amor

Uma flor ao amor
Publicado em 11.10.2016, por Ivan Perdigão

Promessa

                      Seus braços em torno                        Meu dorso arrepia...
Publicado em 05.10.2016, por Marineide marineide

Au, au.

Vai diga que não. Que o amor não foi nossos momentos de paz. E ti direi. De quantas vezes rolamos na cama. Acalmando nossas insônias. Com aconchegos de mais. E que apenas. O relógio em...
Publicado em 27.09.2016, por Jorge Teixeira

Madrugada

 Havia alguém dentro do seu coração,  Que lhe fazia se sentir melhor todas as manhãs  Mas que a noite lhe fazia chorar.  Talvez porque as madrugadas não...
Publicado em 18.09.2016, por Andressa Trilha

Porquê que cheguei aqui?

Soletrando o encanto
Publicado em 14.09.2016, por Acácio Silvio

Noémia

Noémia!   A companhado pela solidão   M inúsculo, sem amor e nem paixão   O meu mundo abre-se novamente   R io, pois uma luz...
Publicado em 20.08.2016, por Schneider Garcia

A Estranha

A estranha      Quem é ela ?! A causa de tanto devaneio Será a Cinderela?!   Quem é ela?! Que traz a primavera na boca Será Afrodite...
Publicado em 15.06.2016, por José Edson

Tentarei dizer agora

                 Tentarei    dizer  agora                  *******************    ...
Publicado em 14.06.2016, por Neide Himenes

PROPÓSITO

Do livro "Sonata de um quebrado violino"
Publicado em 12.06.2016, por José André Lôpez Gonçâlez

~~UM GRANDE AMOR~~

Só em olhar-te meus olhos brilham Um beijo seu resume minha felicidade Fico todo arrepiado só de ganhar um simples abraço Você é tudo que podia querer nesta vida Tens a...
Publicado em 12.06.2016, por jose ribas

Percebe

Percebe
Publicado em 06.06.2016, por Ana Salomé Martins

Tão teu

Poema de amor.
Publicado em 05.06.2016, por Mauricio Duarte

Conteúdos Populares

Últimas no Espaço Aberto

Poetas em linha

  • Visitantes: 35
  • Membros: 4
    • Antóni Silva
    • Joana Oliveira
    • Paulo Silva
    • Ana Costa
Lusofonia Poética - Portal de poesia lusófona © desde julho de 2007
Regras, Termos & Condições de uso