Ritmo no poema

É a medida que resulta das pausas determinadas pelas sílabas fortes e várias cadências, mais ou menos regulares, que nos transmitem uma impressão agradável e musical. é o “elemento essencial do verso,” ( Celso Cunha,).

O padrão rítmico do verso pode depender da duração das sílabas (caso dos versos gregos e latinos) ou da acentuação, (como em português). 

Tradicionalmente, o ritmo poético é influenciado:

  1. Pelo número de sílabas;
  2. Pela acentuação;
  3. Pela  rima ( em certos casos);

Quando os períodos rítmicos apresentam o mesmo número de sílabas em todo o poema, a versificação diz-se regular.
Quando não há igualdade silábica a versificação é irregular ou livre. (Celso Cunha)

Actualizado em 30.08.2012, 28.064 Acessos

Conteúdos Populares

Últimas no Espaço Aberto

Poetas em linha

Lusofonia Poética - Portal de poesia lusófona © desde julho de 2007
Regras, Termos & Condições de uso