Os vampiros

Os vampiros
Expressam-se na mesma linguagem.
Pregam truques.
enganam quem quer que se cruze
pelo seu caminho.

Os vampiros,
como monstros
estão enraizados na sociedade dos humanos.

Chupam o sangue das manadas

Apostólicos
Os vampiros
Acoitam-se em casas brancas.

Descarados
Os vampiros
Governam-se
Desgovernando a manada

Os vampiros
Reúnem-se em clãs.
Poliglotos

Cada vampiro é único,
Alguns
tem aspecto de um corpo em decomposição.
Outros
aparentam-se com demónios
Roedores vorazes,
Um cheiro pestífero circunda os vampiros,
atraíndo pragas de moscas e de gafanhotos.

idiotas, criminosos,
vagabundos.
Hipócritas e outros pecadores
São seus aliados,

Os vampiros
Estão sempre em movimento,
Não podem descansar
Tem medo da exterminação.

Os vampiros
realmente existem
Chupam o sangue da manada.

ETQ_ACTUAL em 09.08.2012, 2.789 ETQ_ACESSO

Conteúdos Populares

Últimas no Espaço Aberto

Poetas em linha

  • Visitantes:
  • Membros:
Lusofonia Poética - Portal de poesia lusófona © desde julho de 2007
Regras, Termos & Condições de uso