Biografia de Arlindo Barbeitos

 

Arlindo do Carmo Pires Barbeitos, nasceu no Icolo província do Bengo, Angola, em 24 de Dezembro de 1940.

    

Em 1961, foi obrigado a fugir de seu país por motivos políticos.  Foi para a França, Bélgica, Suíça, Alemanha, onde cursou Antropologia e Sociologia na Universidade de Frankfurt.

em 1971, regressou a Angola, onde foi professor nas bases do MPLA da frente leste. Devido a problemas de saúde voltou à Alemanha onde, a partir de 1973, se dedicou a um doutoramento em Etnologia, enquanto desempenhava funções de assistente no Instituto de Etnologia. na Universidade Livre de Berlim Ocidental

Em 1974, em Frankfurt, um editor alemão, amante da literatura africana, deu a conhecer a sua poesia

Em 1975, regressou à pátria, onde veio novamente a ser professor universitário na Universidade de Angola,

 A sua poesia,  com reminiscências da poética tradicional africana, de tradição oral, e das poesias chinesa e japonesa, para Francisco Soares: “as fusões da instituição escrita com a tradicional atingem uma contenção, um rigor e um alcance invejáveis, levando a reencontrarmos os vasos comunicantes da poesia japonesa, das adivinhas e provérbios africanos e da lírica europeia de 60... Na lírica de Barbeitos a transculturação é completa, por isso mesmo, por tocar o corpo, a forma, e não só a alma, a «mensagem» do enunciado.”. In: Francisco Soares. Notícia da Literatura Angolana. Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 2001, p. 233.

É membro fundador da UEA, com colaboração dispersa em vários jornais e revistas angolanas, portuguesas e outras.

Na sua obra, destacam-se os títulos Angola, Angolê, Angolema(1977), Nzoji(1979) e O Rio: Estórias de Regresso(1985), que foi o seu primeiro romance.

Obra Poética:

  • Angola Angolê Angolema, 1976, Lisboa, Sá da Costa;
  • Nzoji (Sonho), 1979, Lisboa, Sá da Costa;
  • «O Rio. Estórias de regresso» (Contos, 1985, Lisboa, INCM),
  • Fiapos de Sonho, 1990, Lisboa, Vega;
  • Na Leveza do Luar Crescente, 1998, Lisboa, Editorial Caminho

Arlindo Barbeitos está incluído em numerosas antologias.

ETQ_ACTUAL em 16.06.2013, 8.057 ETQ_ACESSO

Conteúdos Populares

Últimas no Espaço Aberto

Poetas em linha

  • Visitantes:
  • Membros:
Lusofonia Poética - Portal de poesia lusófona © desde julho de 2007
Regras, Termos & Condições de uso